"Pedras no caminho? Guardo-as todas, um dia vou construir um castelo... " Fernando Pessoa

15
Jul 09

 I've been thinking about this new and old stuffs. Thinking, thinking, thinking...

 

Thinking...

 

I just think too much.

 

But who knew from the start that life is like this? I feel like a crazy "voyer" sometimes. But a "voyer" of myself, of you, of everything. Everything is mixed up inside and i feel like the recipe of my soul is coming together. 

 

Just crazy ideas of mine. 

 

I've lerned so much and, still, have so much to learn, to see, to feel...to think. Isn't that so amazing?

 

I can't feel the pain of the past anymore. Not physicly. That is impossible. But, in my mind i can still recall somethings. In one hand I want to forget. In other hand I want to remember. 'Cause forget is loose something important, always. And remember is live, as I've listen somewhere, someday.

 

In fact, to be honest with this disconnected theory, I don't know what I want.

 

I just believe in that line of the song "Amie", from Damien Rice:

"But I'm not a miracle 

And you're not a saint
Just another soldier
On the road to nowhere".
 

 

publicado por Quem ontem fui já hoje em mim não vive às 01:48
música: Amie - Damien Rice

  Bossa nova...o alimento mais "gostoso" para a alma! :D

publicado por Quem ontem fui já hoje em mim não vive às 00:49
música: João Gilberto e Tom Jobim - Desafinado

05
Jul 09

 

O ciclo da felicidade...

Nunca tinha pensado na felicidade nesses moldes. Mas, na verdade, faz sentido.

 

Como é sabido, existem 3 grandes acontecimentos na vida: nascer, crescer e morrer.

Quando nascemos, somos aqueles pequenos seres felizes. E somos felizes só de ouvir o som da voz da nossa mãe ou do nosso pai. E aí, no pleno da nossa felicidade, damos aquela gargalhada maravilhosa que enche uma casa de alegria desmesurada.

Vamos crescendo, e enquanto crianças continuamos felizes:  brincamos, sorrimos, amamos tudo à nossa volta com uma intensidade infantil e, portanto, grandiosa.

 

Depois chega a adolescência. Aí, a felicidade começa a ser intermitente. Há tanto por descobrir! E se há coisas verdadeiramente boas, como o primeiro amor, a intensidade e fugacidade de tudo, também há coisas más, muito más. O sentido de constante mudança é inebriante, desafiador. Ser adolescente é sempre ser um pouco louco, no bom e no mau sentido. Mas ainda existe felicidade, embora, como já referi, intermitente.

 

Depois chegamos ao ponto de rotura, onde o meio envolvente nos obriga a crescer, exiige que sejamos menos rebeldes endiabrados, e mais formiguinhas trabalhadoras responsáveis. Dá-mo-nos conta de que o mundo é uma montanha russa. E se na adolescência a montanha russa enche-nos de adrenalina e nos torna imprudentes, loucos, enquanto adultos a montanha russa revela-se traiçoeira. Começamos a apercebermo-nos que a vida não é um mar de rosas, que temos que ter cuidado em quem confiamos, e que encontrar o amor da nossa vida, aquele que nos trará estabilidade e filhos, não é nada fácil de encontrar. E mesmo quando encontramos, o casamento trás enormes desafios. Com o acumular de tudo isto somos mais vezes infelizes do que felizes.

 

Mas depois do choque do crescimento em bruto, amadurecemos. E aí começamos verdadeiramente a apreciar as boas coisas da vida. Saboreamos o momento no cada vez maior estado de graça que a sabedoria que vamos acumulando nos dá. Vamos envelhecendo. E o que não é mais o envelhecimento do que o caminho de volta à felicidade?

 

Sim, a vida é um ciclo. Mas não é um ciclio maravilhosamente delicioso de ser vivido? Então deixo a pergunta: 'Bora lá ser feliz? :D

 

P.S.: Já agora, este texto dedico à prima mais espetacular, a irmã que nunca tive, a minha prima Andreia.

Estou tão feliz por teres entrado nesta fase feliz da tua vida. Depois de tudo, és finalmente feliz. És a prova viva de que a vida, por mais madrasta que seja, é algo maravilhoso que recompensa quem o merece. Adoro-te! Estou feliz com a tua felicidade, e que ela continue presente na tua vida sempre!

publicado por Quem ontem fui já hoje em mim não vive às 01:00
sinto-me: ÓPTIMA! :D
música: Lay all your love on me - Mamma Mia soundtrack

04
Jul 09

 

 

publicado por Quem ontem fui já hoje em mim não vive às 03:13

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

5 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

As minhas Imagens favoritas
blogs SAPO