"Pedras no caminho? Guardo-as todas, um dia vou construir um castelo... " Fernando Pessoa

13
Mai 09

 

Sai de novo para a rua.

 

Olhar perdido, cabeça confusa, coração partido.

 

Não uso máscaras. Sou composta de mim mesma, de verdades, de sinceridade, de como sou. E não tento buscar outro eu. Ele já existe, e não anda camuflado.

 

Não percebo. Nunca percebi. Fizeste-me sorrir, deste-me a mão e o ombro e, quando virei as costas, de forma a te trazer comigo, tu, a quem chamava amigo, a tua máscara caiu. Não és feito do mesmo material que eu, eu vi.

 

Agora guardo os sorrisos, escondo a mão e não aceito ombros de ninguém. Feriste-me a alma com a tua veia de actor, semeaste a desconfiaça na minha defunta semi-inocência.

 

Mas não foste o primeiro nem serás o último.

 

Tu, eles, nós não fazem de mim uma vitima. Não. Sou aluna da vida. Ela ensinou-me a, se cair, chorar, levantar-me e seguir em frente. Ela ensinou-me que as feridas marcam, mas mais dia menos dia se fecham, e também curam.

 

Apesar de tudo, sou feliz.

 

Já cai, já chorei e já me levantei. Agora vou seguir viagem. A minha jornada ainda é longa.

 

Só levo uma coisa comigo: eu. E não preciso de mais nada.

publicado por Quem ontem fui já hoje em mim não vive às 21:49
música: Damien Rice - Amie

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

5 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

As minhas Imagens favoritas
blogs SAPO